VIADUTOS PODEM VIRAR ÁREAS DE LAZER NA ZONA NORTE


VIADUTOS MULTIUSOUm projeto de instalação de um espaço cultural e poliesportivo embaixo dos viadutos na região do Ponto Cem Réis, no Largo do Barradas, que compreende a triangulação entre as avenida Feliciano Sodré e Governador Roberto Silveira, e a Rua Doutor Benjamin Constant, animou a população.
A proposta tem por objetivo garantir um espaço de lazer para a zona norte de Niterói.
A indicação legislativa é de autoria do vereador Leonardo Giordano, que através dos exemplos que existem no município do Rio de Janeiro, como o Espaço Cultural e Esportivo do Viaduto de Madureira, administrado pela Central Única das Favelas (Cufa), tornou-se uma referência para os moradores da zona Norte carioca, atraindo visitantes de todas as partes, com diversas – e gratuitas – atividades, como a prática de esportes, oficinas de grafite, dança, teatro, artesanato, capoeira, DJs, entre outras.
“Essa indicação existiu porque construir quadras embaixo de viadutos é bem mais barato. Nesses espaços existem a liberação das áreas não utilizadas pela cidade, que acabam pelo abandono depreciando os imóveis que ficam ao redor. Além disso, um espaço desse vai valorizar as zonas carentes da cidade”, disse Giordano.
Para Nathália Thomáz, que mora nos arredores de onde pode ser implantado o projeto, a iniciativa é muito bem vinda.
“Nossa área é muito carente e nós não temos nenhum espaço de lazer. Se esse projeto for realizado, posso garantir que vai mudar o destino de muitos jovens”, disse.
De acordo com o vereador, o projeto já foi aprovado pela Câmara e o próximo passo é conversar com representantes da prefeitura para colocar o plano em prática.
“É um dever do poder público incentivar a prática de diversas modalidades esportivas e ou culturais. Niterói deve dispor de aparelhos que estimulem o movimento de suas artes. Uma cidade que se movimenta é uma cidade viva” – destacou Leonardo.
Um dos espaços propostos para receber o espaço esportivo funciona um estacionamento de caminhões e carros de passeio.
“Não tenho nada contra o estacionamento que existe no local, mas acho que um espaço tão grande deveria ser usado em benefício da população e não apenas para estacionamento. Uma quadra de esportes seria uma das melhores opções para o local”, afirmou Rosemary dos Santos, de 49 anos.