A CARA DA NOVA CONTORNO

A CARA DA NOVA CONTORNOConsiderada um dos principais gargalos rodoviários do Estado do Rio de Janeiro, a Avenida do Contorno, que passa por intervenções desde fevereiro de 2013, já tem data para ser concluída. Durante um evento da Autopista Fluminense, realizada na praça do pedágio de São Gonçalo na manhã de ontem, foi anunciada a conclusão da ampliação de capacidade da via para ser entregue em fevereiro de 2015.
Na ocasião, a Autopista Fluminense, responsável pela administração da BR-101, aproveitou para anunciar o balanço de obras em toda a extensão da rodovia.
Nos próximos cinco anos, serão investidos R$ 1,1 bilhão no trecho concedido entre Niterói e a divisa dos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Até 2033, fim do contrato com o Governo Federal, serão investidos mais de R$ 3,3 bilhões na rodovia.
O Superintendente da Autopista Fluminense, Odílio Ferreira, fez um balanço das obras realizadas, detalhou os trabalhos em andamento, com destaque para as intervenções da Avenida do Contorno e mostrou previsão de investimento para os próximos anos.
“Estamos vivendo um momento de trabalhos intensos com a duplicação de 101 quilômetros em andamento, previsão de início de mais 30 quilômetros nos próximos dois meses e a ampliação de capacidade da Avenida do Contorno, que vai garantir uma viagem mais rápida para quem precisa entrar e sair da capital do estado pela BR-101/RJ. Já investimos R$ 730 milhões na rodovia e os investimentos agora estão se intensificando após liberação das licenças ambientais. No momento, cerca de 1.000 profissionais trabalham nas 40 frentes de obras da concessionária”, explicou Odílio.
Com relação as desapropriações das famílias que moravam próximo da Avenida do Contorno, o superintendente Odílio afirmou que na Estação Leopoldina, foram 132 desapropriações e no Maruí, próximo do bairro Buraco do Boi, foram 20 famílias realocadas.
O diretor executivo da Abertis, parceira da Autopista, Francisco Reynés, reforçou o compromisso da companhia de ter uma relação de longo prazo com o Brasil.
“A decisão de entrar no Brasil faz parte de uma estratégia de longo prazo da companhia de se focar em concessão de rodovias e ampliar sua presença geográfica. Devido a essa estratégia, a Abertis hoje é a maior operadora de rodovias do mundo, com um conhecimento profundo sobre o negócio e queremos usar toda nossa experiência para tornar a BR-101/RJ cada vez melhor. Esta rodovia é uma importante ligação para a economia, indústria e negócios. Cada investimento nosso aqui é uma contribuição para o desenvolvimento da infraestrutura do Brasil”, comentou Reynés.