Na Contorno, viaduto ganhará vigas em breve

Na Contorno, viaduto ganhará vigas em breve

O secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, realizou uma vistoria nas obras de ampliação da Avenida do Contorno, na manhã de ontem.
A intervenção, executada pela Autopista Fluminense, teve um atraso de 15 dias na instalação das vigas do viaduto – na altura do Buraco do Boi – mas a concessionária garante que a demora não interferirá no prazo total das obras, previstas para terminarem em fevereiro de 2015, de acordo com informações do superintendente da empresa, Odílio Ferreira.
“Este pequeno atraso não vai interferir no andamento do alargamento da avenida. Na segunda-feira, iniciam as instalações das vigas. Na obra, vários serviços estão sendo executados simultaneamente: temos o desmonte de rochas às margens da rodovia e o alargamento deste viaduto (na altura do Buraco do Boi). Iniciaremos, em breve, as intervenções em outro viaduto, em frente ao Estaleiro Aliança, e, até o fim do ano, queremos chegar à garagem da Viação 1001, porém ainda temos que liberar algumas casas”, esclareceu Odílio.
Para o deputado, a intervenção é muito importante para o Leste Metropolitano e para os moradores de Niterói, que verão o trânsito ganhar fluidez. Felipe mencionou que a Contorno é um dos dez principais gargalos do trânsito do Estado do Rio de Janeiro por onde passam cerca de 90 mil veículos por dia.
“Estou feliz em constatar o avanço das intervenções. A Avenida do Contorno recebe o tráfego de veículos de carga da região do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), no qual a secretaria atua ativamente. Esta obra vai melhorar, não só a vida de de quem mora em Niterói, dando fluidez ao trânsito municipal, mas a toda a população da Região Leste Metropolitana, da Região Norte e Centro-Norte Fluminense, que utiliza utiliza este trecho como acesso”, disse.
O secretário ainda afirmou que sem a duplicação da Contorno, as intervenções da RJ-104 e RJ-100 não seriam viáveis, pois o local não suportaria a quantidade de veículos trafegando. O objetivo é otimizar o fluxo evitando que os motoristas vindos das regiões de Pendotiba e Oceânica passem por dentro da cidade. Com as obras, estes motoristas terão acesso direto à Ponte Rio-Niterói através da Avenida do Contorno.
“Sem a duplicação da avenida estaríamos impedidos de jogar o fluxo da RJ-104 e RJ-100 para Contorno, fazendo uma linha de acesso direta para a ponte sem que os condutores (da Região de Pendotiba e Oceânica) passem por dentro da cidade”, explicou.