Guarda de choque !

GUARDA DE CHOQUE

A Guarda Municipal de Niterói agora está mais preparada para proteger o cidadão nas ruas do município, em apoio à Polícia Militar.
A Secretaria de Ordem Pública entregou ontem 50 pistolas Spark (armas não letais) para 50 guardas. O equipamento será utilizado pelos agentes no combate a pequenos delitos na cidade. O evento ocorreu no Campo de São Bento. A pistola emite dardos com descarga elétrica até uma distância de cinco metros, que fazem com que o alvo fique paralisado por cerca de cinco segundos, tempo considerado suficiente para ser dominado e algemado.
Os guardas contemplados com a pistola receberam treinamento de 21 dias no mês passado para usar o equipamento, pelo programa “Crack, é possível vencer”, do governo federal, em parceria com o Estado e a prefeitura. Neste treinamento, aprenderam como abordar pessoas em comunidades e como atuar nestas áreas. No ano passado, um grupo de 100 agentes já havia recebido treinamento do Batalhão de Choque da PM e da empresa Condor, de Nova Iguaçu, que forneceu as pistolas. Os agentes contemplados poderão usar o equipamento a partir de hoje. Eles atuarão em Icaraí (inclusive no Campo de São Bento) e no Centro.
“Em janeiro de 2013 havia apenas 30 armas não letais. Hoje, recebemos mais 50. Na última terça-feira, o prefeito Rodrigo Neves esteve em Brasília e protocolou pedido para receber mais 300 pistolas. Na próxima semana será publicado edital do concurso para preenchimento de 350 vagas na Guarda Municipal. A legislação federal permite que um município com mais de 500 mil habitantes, como o nosso tenha armas de fogo. Mas só as teremos quando a sociedade clamar por isso e tivermos treinamento do Exército”, explicou o secretário de Ordem Pública, Marcus Jardim, que entregou o equipamento. Ele acrescentou que brevemente a sede do efetivo vai se mudar da Ponta da Areia para o Barreto. “Vamos receber ainda mais viaturas e novos uniformes”, completou. 
Os novos guardas farão curso na UFF por três meses e terão noções de Direito Civil e Penal. Além de aulas complementares sobre o Código de Posturas. O salário inicial será de R$ 2.300. Jardim adiantou que está sendo elaborado o estatuto da categoria para ser enviado à Câmara de Vereadores.

Por Anderson Carvalho  Atribuna