AS TRINCHEIRAS DO TERCEIRO BI

AS TRINCHEIRAS DO 3º BI
O 3º Batalhão de Infantaria, conhecido como 3º BI, na Venda da Cruz, em São Gonçalo, tem muita história para contar, como a participação na Batalha de Monte Castelo. Mas atualmente tem sido cenário de confusão e descaso público.
Enquanto abrigava a antiga delegacia do Mutuá, a Delegacia de Mulher de São Gonçalo e os desalojados da tragédia do Morro do Bumba, o local recebia assistência. Após todos se despedirem do antigo batalhão, um novo problema começou a tira o sono de muita gente: a infestação de ratos e mosquitos. Moradores de casas próximas alegam que desde que o local foi desapropriado que há muitos porcos morando no espaço e que com as fezes deixadas por eles está atraindo moscas, mosquitos e ratos.
Além disso, os vizinhos afirmam que a segurança no local foi comprometida devido a presença de usuários de drogas e moradores de rua nas dependências do batalhão. Já houve casos de furtos e roubos de eletrodomésticos nas residências cometidos por usuários de drogas.
“Estamos totalmente abandonados desde que as delegacias saíram daqui. Enquanto eles estavam aqui a Prefeitura de São Gonçalo vinha e fazia limpeza, agora nem isso. Eles dizem que não é responsabilidade deles. Tem muito rato e mosquito porque tem muito porco que deixa as fezes espalhados por tudo quanto é lugar. Tem gente ficando doente aqui”, lamentou a autônoma Neide Fonseca, 51 anos.
Além dos problemas sanitários a população teme mais a falta de segurança. Alguns moradores ousaram colocar cercas para evitar invasões.
“Tenho medo porque tem muitos usuários de drogas. Os ‘cracudos’ já entraram na casa de vizinhos. Fico assustado porque tenho dois filhos pequenos em casa”, lamentou o produtor musical, Cleber Borges, 33 anos.
A Secretaria Estadual de Obras irá construir 1.240 unidades habitacionais no terreno pelo programa Minha Casa Minha Vida. A Secretaria está somente aguardando a aprovação do projeto pela Caixa Econômica Federal.

Por Aline Balbino e Guilherme Peixe        AtribunaRJ