Gatos do Horto do Fonseca são recolhidos para castração

Felinos ficaram sem destino com o início das obras de revitalização.Foto: Evelen Gouvêa

Mais de 21 animais que estavam abandonados no local da Zona Norte de Niterói já foram recolhidos, operados por veterinários e até encaminhados para a adoção

A equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Icaraí (CCZ), em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente de Niterói, iniciou na quinta-feira o recolhimento dos gatos abandonados do Horto do Fonseca. Com as obras de revitalização do local, os animais ficaram sem destino em meio aos escombros e os operários que trabalham no local pediram ajuda da Secretaria a fim de preservar a vida dos animais.
“O propósito inicial era manter os animais livres do perigo das obras no local. E com a castração vamos diminuir a proliferação do número de animais abandonados, com isso eles não procriam e ajudam na adoção”, declarou o biólogo e diretor de proteção animal da Secretaria do Meio Ambiente de Niterói, Marcelo Pereira.
Uma equipe, formada por quatro veterinários, começou na quinta-feira o recolhimento dos animais efetuando a castração e encaminhando para a adoção. Mais de 21 animais já foram castrados. A castração tem como benefício a não procriação dos felinos que já se encontram abandonados. A veterinária Fernanda Campista é uma das voluntárias e ressalta a importância da adoção.
“Precisamos de pessoas dispostas a dar um lar para esses gatos, pois muitos deles foram abandonados e com a castração fica mais seguro adotar”, aconselhou.
“Esse mutirão está sendo feito para prevenção dos animais que residem no Horto. No entanto, a equipe do CCZ de Icaraí também possui um cadastro para castração de cães e gatos domésticos”, explicou o veterinário Fabio Villas Boas, responsável pelo controle de população animal do CCZ de Icaraí.
Para efetuar esse cadastro é necessário comparecer no CCZ de Icaraí, que fica na Rua Lemos Cunha, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, portando RG e comprovante de residência de Niterói. Mais informações sobre a castração podem ser obtidas pelo telefone 2711-0113 e para a adoção entrar em contato através do e-mail: contato@adotareobicho.com.br. 

Por: Poliana Couto        O FLUMINENSE