Pm realiza operação na Vila Ipiranga



A Vila Ipiranga está na mira da polícia. Segundo informações do comando do 12º Batalhão da PM (Niterói) são de lá os bandidos que tem elevado o número de assaltos a estabelecimentos no Fonseca, zona norte da cidade, região que registra o dobro de ocorrências desse tipo, se comparado com a zona sul. Na tarde de ontem, diversas viaturas, entre Grupamento de Ações Táticas (GAT) e guarnições de companhias destacadas adentraram a Vila Ipiranga visando localizar os suspeitos identificados pelo Setor de Inteligência.
Houve troca de tiros e corre-corre. Com a chegada dos policiais que precisaram de reforços, bandidos abriram fogo. O local é de difícil acesso. Parte da tropa ficou na contenção de um dos acessos pela Alameda São Boaventura. Dois suspeitos foram detidos com grande quantidade de maconha, pó, uma pistola calibre 45 municiada e rádios transmissores.
Todo material e os suspeitos foram levadas para a 78ª DP (Fonseca), onde o caso foi registrado. Familiares dos suspeitos, ao saber da prisão, compareceram à sede policial e um pequeno impasse se instaurou.
Ser ou não ser, 
eis a questão
Um dos suspeitos foi apresentado como menor e o outro, misterioso. Ao tentar qualificá-lo, o delegado que lavraria o flagrante se viu diante de um caso inusitado. Com a convicção de um adulto, o ele se identificava como maior, enquanto a mãe, com a certidão de nascimento em punho, tentava comprovar a menoridade. E o disse-me-disse se extendeu por horas até que. Até a mãe ele chegou a renegar.
“Esse rapaz está revoltado. Disse que nem filho dela é e voltaria exatamente pro mesmo lugar (tráfico) quando saísse (da cadeia)”, revelou um dos PMs que participaram da incursão.