Operário é morto a tiros em frente do filho na Engenhoca

EXECUÇÕES À LUZ DO DIA EM NITERÓI
Foto: Ivanildo Parreto
A Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) está investigando as circunstâncias do assassinato, na manhã de ontem, de um operário identificado como Ronivaldo da Silva Fonseca, de 50 anos.
Ele foi morto a tiros nas proximidades de sua residência, na Travessa Pascoal, no bairro da Engenhoca, Zona Norte de Niterói, e, segundo informes, a tragédia poderia ter sido ainda maior. 
Transeuntes disseram que Ronivaldo, que mora nas proximidades, saiu de casa pela manhã, acompanhado do filho, conduzindo seu veículo modelo Golf, de cor verde. Não chegou a percorrer uma grande distância, quando ocupantes num outro carro, de cor prata (modelo não informado), que estavam armados, emparelharam com a vítima e ordenaram que ele parasse e descesse do veículo. Ronivaldo obedeceu e os assassinos efetuaram vários disparos contra ele. Felizmente a criança não sofreu nenhum ferimento.
Os motivos do crime ainda são um mistério para a polícia, que iniciou a investigação com objetivo de obter as imagens que as câmeras de segurança instaladas na mesma rua gravaram. A equipe de investigação também quer obter os depoimentos de pessoas ligadas à vítima.


Por Augusto Aguiar                           AtribunaRj