Policial é atropelado pela ex-mulher no Barreto

POLICIAL É ATROPELADO PELA EX-MULHER NA ZONA NORTE
Foto: Marcello Almo



Uma relação amorosa mal resolvida terminou em uma tentativa de homicídio envolvendo policiais militares ontem. No fim da manhã, um sargento lotado do 12º BPM (Niterói) foi atropelado por uma subtenente lotada no quartel central da Polícia Militar, na Rua Benjamin Constant, no Barreto. A vítima, identificada como Davi Brandt dos Santos, fora casada com Ingrid Maria Pereira dos Santos, de 37 anos, que estava no veículo que imprensou o PM contra um ônibus, ao lado de seu atual namorado, identificado como Leandro Moreira Barbosa, que conduzia o carro. Davi e Ingrid foram encaminhados para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo. O caso foi registrado na 78ª DP (Fonseca).
Segundo informações das polícias Militar e Civil e de testemunhas, o crime ocorreu por volta das 11h40min da manhã. Brandt pilotava uma motocicleta, modelo Yamaha Tenere preta, quando percebeu que estava sendo seguido por Ingrid e Leandro (que dirigia o carro e é ex-soldado da PM, expulso em 2009 após participação em um assalto), que estavam em um Chevrolet Blazer prata (placa HDV-2643). Os veículos emparelharam na pista sentido Centro e Leandro manobrou o carro, veloz, em direção ao motociclista, imprensando-o contra um ônibus da viação Estrela (linha 536, Boavista-Niterói), que estava parado no momento da batida.
Com o choque, Brandt ficou com a perna direita presa entre o carro e o coletivo, e Ingrid bateu com a cabeça no parabrisa – Leandro não sofreu ferimentos. De acordo com a PM e a direção do Hospital Alberto Torres, o sargento foi socorrido, realizou uma cirurgia e encontra-se internado em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI), enquanto que a subtenente foi levada, sob custódia, para a unidade hospitalar a fim de realizar exames e depois prestar depoimento na 78ª DP.
“Eu estava parado no sinal quando ouvi um barulho forte e notei que o carro prateado esmagou a moto com o motociclista nela. É difícil de acreditar. Felizmente eu não estava em grande velocidade e ninguém do ônibus se feriu com essa batida”, contou atônito o motorista do coletivo, Luis de Souza, de 53 anos, que disse nunca ter vivido nada parecido.
De acordo com informações de testemunhas que conheciam Brandt e Ingrid, o casal, que possui uma criança, vivia em clima de guerra desde a separação, ocorrida há alguns anos. Desde então, a subtenente teria apresentado comportamento obsessivo e teria chegado a agredir o ex-marido. Leandro foi detido e encaminhado para a 78ª DP.
Devido ao acidente agentes da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) interromperam um trecho da pista sentido Centro da Rua Benjamin Constant, transformando reservando uma faixa de rolamento do sentido São Gonçalo para a passagem dos carros no fluxo contrário.


Por Marcel Magalhães   AtribunaRj