Proprietários de imóveis no Barreto se queixam de desvalorização devido à violência no bairro

Foto: Arquivo Barreto Online

Alguns moradores e investidores que tentam vender suas casas e apartamentos no Barreto, encontram dificuldades por causa da desvalorização dos imóveis. 

A região vem sofrendo com tiroteios recentemente, devido a uma invasão de traficantes e o aumento de assaltos em comércios e pedestres na região.
O médico Adalberto Minarde, um dos primeiros a comprar um apartamento em um condomínio situado na Av. Luís Palmier, há três anos, tenta vender seu imóvel há um ano por R$ 210 mil e a única oferta que recebeu foi de pouco mais de um terço do valor. Apesar dos pedidos dos filhos para ele sair do apartamento, atingido por tiros no ultimo confronto, o médico ainda resiste.
O corretor de imóveis e morador da região, Roberto Alcides da Fonseca, afirma que a situação no brasil, já é um ponto desfavorável para as vendas de imóveis, e que a onda de violência no bairro só está agravando ainda mais a situação dos negócios realizados. O mesmo afirma que não vende um imóvel na região a alguns meses devido a está desvalorização.
Assustados com tiroteios, moradores do Barreto querem pedir isenção de IPTU.
Alguns moradores do Barreto pretendem entrar com ações na Justiça para pedir isenção de IPTU. Segundo os moradores, além de se tratar área de risco, os serviços públicos não estão chegando ao local desde que começaram os confrontos. As escolas da região também estão sendo fechadas e alunos da rede publica de ensino além das escolas particulares não tiveram aula nesta ultima quinta feira.
Por Redação Barreto Online