Vigilância Sanitária interdita mercearia na rua Rua Luiz Palmier no Barreto

O Departamento de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses (Devic), da Fundação Municipal de Saúde de Niterói, realizou operação de fiscalização nesta sexta-feira, 27/11, que resultou na interdição da mercearia Casfer, na Rua Luiz Palmier, no Barreto.

Os fiscais foram até o estabelecimento, alvo de denúncias de consumidores, para verificar as condições sanitárias do local e encontraram diversas irregularidades. Além da mercearia, foi vistoriada uma casa em péssimas condições higiênicas, que era usada como depósito pelo mesmo proprietário.
Na mercearia, a equipe do Devic encontrou grandes quantidades de produtos fora do prazo de validade, inclusive no estoque. Cerca de 50 engradados de cerveja, 100 litros de água, 40 embalagens de refrigerante, além de enlatados e embutidos fora da validade, misturados a produtos de limpeza sem procedência, foram inutilizados. Além de produtos vencidos e mal conservados, encontraram fezes de roedores, e baratas circulando no interior do mercadinho. O local permanecerá totalmente fechado até que se cumpram as determinações do órgão municipal de deixá-lo em condições higiênico-sanitárias satisfatórias. Além da interdição, foram lavrados três autos de infração, e o estabelecimento foi multado.
Com o apoio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e da Companhia de Limpeza Urbana de Niterói (Clin), a fiscalização também foi até a uma casa abandonada que era usada como depósito de sucatas, também pertencente ao dono da mercearia Casfer. Por lá, a situação encontrada foi de total abandono e risco à saúde pública. O local estava em condições insalubres e com acúmulo de objetos sem condições de serem comercializados, como ferro velho, embalagens com bebidas vencidas, entre outros materiais.  Funcionários do Centro de Controle de Zoonoses constataram ainda a presença de focos de mosquito da dengue e vestígios de roedores, o que coloca em risco toda a vizinhança. Um caminhão da Clin foi acionado para fazer a retirada imediata de toneladas de lixo. O proprietário terá 24 horas para concluir toda a limpeza.
Durante ação, agentes de combate a endemias fizeram uma barreira sanitária no entorno da residência contra possíveis roedores, além do controle focal do mosquito da dengue, visitando as casas em um raio de 100 metros.
O chefe do Devic, Cláudio Vicente, afirma que o trabalho da Vigilância é sempre feito para a prevenção de riscos à população:
‘’Recebemos as denuncias e imediatamente foi enviada uma equipe para verificar, constatando muitos problemas. O estabelecimento foi interditado até que o proprietário solucione todos os problemas exigidos por nós. Além disso, encontramos uma casa usada como depósito que oferecia muitos riscos à saúde da população local, com muito material deteriorado. O dono terá um prazo de 24h para entregar o local completamente limpo”, concluiu.

Fonte: Prefeitura de Niterói